AGRICULTORES ORGÂNICOS APRENDEM A PRODUZIR SEMENTES

Diante da expansão do setor de orgânicos no Brasil e do crescimento da demanda, por parte do consumidor, por alimentos mais saudáveis, o segmento de sementes orgânicas certificadas começa a atrair o interesse de investidores e empreendedores, com a promessa de potencializar o mercado. Sempre atento às novidades e oportunidades, a equipe técnica do Cepta (Centro de Ensino, Pesquisa e Treinamento em Agroecologia) iniciou um programa de incentivo à produção de sementes, com um encontro nesta quarta-feira (14).


Cerca de 50 agricultores mageenses e de outros município do estado do Rio como Cachoeiras de Macacu, Guapimirim, Volta Redonda, Engenheiro Paulo de Frontin, Paracambi e da Rede de Sementes Urbanas, entre outras instituições, participaram do Curso de Produção Agroecológica e Biodinâmica de Sementes com Vladimir Ricardo da Rosa, que tratou sobre todo o processo de plantio, colheita e beneficiamento das sementes para uso e revenda. O secretário da Agricultura Sustentável de Magé, Miro Amorim, também acompanhou o encontro.

Segundo o engenheiro agrônomo da Secretaria Municipal de Agricultura Sustentável, Luiz Henrique Teixeira, “com esses conhecimentos o agricultor tem mais uma fonte de renda e torna o produtor autossustentável, já que deixa a dependência do mercado de sementes. Além disso, produzir sementes orgânicas garante o nível de qualidade da produção, pois sementes do mercado convencional podem trazer traços de contaminação dos alimentos cultivados com uso de agrotóxicos”, explica.

A capacitação ainda terá novas etapas quando os produtores vão partir para a produção do campo de sementes, que será instalado nas propriedades agrícolas de mageenses e também nas unidades experimentais do Cepta.



Deixe uma resposta