AGRICULTORES PARTICIPAM DE WORKSHOP SOBRE ANIMAIS PEÇONHENTOS

Com a chegada do inverno, quem mora próximo aos locais com mato alto começa a se incomodar com alguns visitantes indesejados em suas casas: os animais peçonhentos. Nas baixas temperaturas, esses animais acabam procurando por um clima mais agradável, invadindo as residências. Os mais comuns são as cobras, escorpiões, aranhas e até lagartos.

Segundo o Ministério da Saúde, no ano 2000 foram registrados 12 mil casos de pessoas picadas. Já em 2017, foram 125 mil casos. Pensando nisso, a Secretaria Municipal de Agricultura Sustentável (SMAS) promoveu um encontro, que reuniu 50 participantes, entre profissionais, agricultores e o 2º Grupamento de Socorro Florestal e Meio Ambiente (GSFMA) de Magé para falar sobre os cuidados com animais peçonhentos e como agir nessas situações.

“Num momento de emergência o Corpo de Bombeiros é a primeiro contato que pensamos em chamar. Os ensinamentos que eles nos passaram hoje são de grande importância para nossos agricultores e vão fazer a diferença. E também vamos compartilhar o que aprendemos com nossa comunidade agrícola”, afirmou o secretário de Agricultura Sustentável, Álvaro Alencar.

“Foi uma tarde muito prazerosa. A comunidade trouxe suas experiências aqui no campo e essa parceria com o segundo grupamento vai adicionar muito para nosso município. E o Corpo de Bombeiros está à disposição de Magé e todo o entorno”, finalizou o Tenente Salgueiro, do 2º GSFMA.



Deixe uma resposta