NOVO CALENDÁRIO DE MATRÍCULAS DA REDE MUNICIPAL DE MAGÉ SERÁ DIVULGADO NA 2ª QUINZENA DE JANEIRO

Falta de dados durante a transição gera problemas no site de matrícula

Foto; Fabrício Gava

Uma das principais preocupações dos pais no início do ano é a matrícula escolar. Devido às inconsistências encontradas no sistema após a posse da atual gestão do governo municipal de Magé, a matrícula on-line que estava com início previsto para 2 de janeiro precisou ser suspensa. Segundo a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, o novo calendário de matrículas será divulgado na segunda quinzena de janeiro.

“Não houve um processo de transição de governo, nós chegamos aqui no dia primeiro e nos deparamos com falta de informações básicas que são necessárias para realizar as matrículas. O próprio instituto responsável pela matrícula não colocou o site no ar, porque não recebeu da gestão anterior os dados necessários previstos em contrato, como por exemplo, o número de vagas a serem disponibilizados por unidade escolar”, explicou a subsecretária de Educação e Cultura, Sandra Ramaldo.

A SMEC está trabalhando no levantamento de informações das unidades e da situação das escolas da rede municipal. A secretária de Educação, Jamille Cozzolino, está com a equipe visitando cada escola para fazer o levantamento das mudanças que precisarão ser realizadas para oferecer qualidade no ensino aos alunos, e ampliar a oferta de vagas.

A renovação da matrícula do aluno que já é da rede municipal funciona automaticamente para todos os anos e modalidades, a principal preocupação dos pais são para as turmas de creche e de primeiro ano. A subsecretária reforçou que mesmo com a mudança no calendário, não atrasará o início das aulas.

“O ano letivo de 2020 encerrará no dia 28 de fevereiro, devido à pandemia. E a previsão é de que o ano letivo de 2021 inicie em março. Estamos trabalhando para que não haja atrasos por causa dos problemas encontrados”, finalizou a subsecretária.