ONG E SMMA APRESENTAM PLANO PARA PARQUE BARÃO DE MAUÁ

Plano de manejo prevê ações de preservação e preparo para visitação

Nesta quarta (12) será apresentado o Plano de Manejo do Parque Natural Municipal Barão de Mauá, um estudo sobre a área e ações para preservação e uso consciente para os próximos anos. O evento, promovido pela a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Magé e o Instituto OndAzul, é aberto ao público e será no auditório da Unigranrio às 9h30.

“O Plano de Manejo é simplesmente o plano que define a gestão da unidade ambiental. É muito importante para o município porque ordena de maneira controlada o desenvolvimento, sem agredir o meio ambiente. Dentro desse plano se elege um conselho gestor da unidade de conservação, o que faz com que o monitoramento da área se torne mais eficaz, determinando regras e ações para melhorar a qualidade de vida dos moradores próximos a esta área. Também apresenta o estudo de todo o bioma com as indicações de preparo para incentivar o turismo ecológico”, explica o secretário de Meio Ambiente, Luciano da Cruz.

O Parque Natural Municipal Barão de Mauá é uma área de 116 hectares, o que corresponderia a 116 campos de futebol, que fica no quinto distrito de Magé. Esta unidade de conservação foi criada em 2012, mas somente em 2017 foi decretada uma parceria oficial para cuidar da área. “Esse é um momento inédito e histórico para Magé, pela primeira vez é feito plano de manejo que orienta a gestão do parque. Esse plano foi executado pela mesma empresa que elaborou o plano do Parque Nacional da Tijuca, e vai apontar as espécies encontradas, o que foi recuperado após o derramamento de óleo na Baía, com um diagnóstico completo, que contou com a participação do Conselho Consultivo e da comunidade do entorno dessa unidade de conservação e as diretrizes para visitação”, explica Ricardo Farias, do Instituto OndAzul, ONG que atua com o projeto Mangue Vivo e realizou o reflorestamento com recuperação de 80 hectares do parque.



Deixe uma resposta