PREFEITURA DE MAGÉ REALIZA SEGUNDA FASE DO PROGRAMA CALÇADA ACESSÍVEL

PREFEITURA DE MAGÉ REALIZA SEGUNDA FASE DO PROGRAMA CALÇADA ACESSÍVEL
01 set 2017

Começou hoje (30), a segunda fase do programa “Calçada Acessível”, que está capacitando técnicos da prefeitura sobre a vivência e a percepção de barreiras urbanas e arquitetônicas encontradas por pessoas com deficiência. O projeto de mobilidade urbana é uma parceria entre a Prefeitura, Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN) e Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP).

Luiz Gustavo Guimarães, arquiteto da ABCP, explicou que a prefeitura de Magé fará um grande trabalho com a conclusão desse programa. “O prefeito Rafael Tubarão valorizou essa parceria entre a FIRJAN e a ABCP; ele assinou junto conosco a carta de intenção no último encontro. A partir de agora todos os projetos serão feitos de acordo com a norma ABNT NBR 9050, que diz respeito a norma de acessibilidade e que o espaço público seja igual para todos. Essa questão é importante não só para quem precisa, mas para toda à população do município”, conta o arquiteto.

21106772_1382193921901897_6679722475934402503_nO workshop tem a duração de dois dias. No primeiro dia, os secretários municipais, servidores públicos e funcionários da prefeitura vivenciaram as dificuldades encontradas pelos deficientes físicos e visuais no espaço urbano. Já amanhã (31), a parte teórica será apresentada e os representares aprenderão os conceitos de calçadas, acessibilidade e desenho universal.

Shirley Mercês, representante da Secretaria de Transportes, relatou a experiência vivida: “fiquei na situação de um cego e de um cadeirante e assim vi a realidade dessas pessoas. Queremos fazer com que o acesso delas seja melhor e que elas tenha o mínimo de conforto. As calçadas não estão em condições, mas a prefeitura está trabalhando para a melhora do acesso para elas”, disse ela emocionada.

Rejane Pires, cadeirante e membra do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, participou dessa primeira fase e falou o que achou da capacitação: “eu achei muito importante. Essa capacitação mostra a realidade que a gente passa no dia a dia. Já tive muitas dificuldades aqui na rua e estou esperançosa com as melhoras que vem por aí”, enaltece Rejane.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *