PROCON REALIZA DILIGÊNCIA EM BANCOS DA CIDADE

Preocupados com as grandes filas formadas nas agências bancárias do município, o Procon de Magé realizou diligências em busca das causas que provocaram o aumento repentino no volume da procura pelos serviços nesta segunda-feira (8).

De acordo com o diretor do órgão e que realizou a diligência, João Roberto Marques, “a situação foi atípica, provocada por boatos de que o prazo para prova de vida dos aposentados e pensionistas terminaria na segunda. Foi identificado que nove em cada 10 atendimentos eram para a prova de vida. Sabendo da capacidade de estrutura física das agências e da Lei de Segurança Bancária, que prevê a quantidade de usuários dentro da agência, o Procon fez as intervenções necessárias e notificou a agência”.

As agências do Itaú de Magé e de Piabetá foram as que apresentaram as situações mais crônicas. Mas com a ação, o esquema de atendimento foi remanejado para oferecer suporte no acolhimento aos usuários que recebem benefício. O processo foi normalizado e está ocorrendo normalmente nesta terça (9). O diretor do Procon ainda enfatiza que têm realizado reuniões com representantes nacionais e regionais das instituições bancárias que atuam no município, solicitando e buscando a melhora no atendimento aos usuários e clientes dos serviços em Magé.



Deixe uma resposta