SINAL ANALÓGICO DE TV TERMINA EM 25/10 EM MAGÉ

A partir do dia 25 de outubro, Magé e outros 18 municípios do Rio terão o sinal de TV analógico desligado e só funcionarão os televisores com antena digital ou kit com conversor e antena.

Para facilitar o acesso dos mageenses às informações sobre essa mudança, o prefeito Rafael Tubarão assinou nesta terça-feira (1) o convênio firmado entre a Prefeitura de Magé e a empresa Seja Digital, responsável por todo esse processo.

“Essa parceria é muito importante para Magé para que seja um processo de inclusão de toda a comunidade com orientação sobre a mudança do sinal de tv. Contamos com as ações em nossas escolas, espaços públicos e nos CRAS (Centro de Referência em Assistência Social)”, afirma o prefeito Rafael Tubarão.

O vice-prefeito Vandro Família e as secretárias de Educação e Cultura, Álison Brandão, e de Assistência Social e Direitos Humanos, Bianca Vasconcellos, participaram da assinatura do termo. “Todos os nossos oito CRAS já têm o Ponto de Aconselhamento, estamos ajustando um calendário para que as ações da Seja Digital levem informações e orientem a população mageense”, reforça Bianca.

Mais de 36 mil pessoas de Magé que são beneficiárias dos programas sociais do governo federal também receberão os kits com conversor e antena digital, que serão distribuídos gratuitamente. “A população já pode consultar se tem direito ao kit gratuito. Basta acessar o site sejadigital.com.br ou ligar para a central telefônica gratuita 147, com o NIS (Número de Identificação Social) em mãos. No site, as famílias fazem também o agendamento, escolhendo o dia e local para retirada dos equipamentos. O nosso trabalho tem como objetivo fazer com que a informação sobre o processo de desligamento do sinal analógico de TV chegue a toda a população, para que todos possam se preparar para receber o sinal digital e viver essa nova experiência com qualidade de som e imagem semelhante à de cinema, gratuitamente. Não queremos deixar ninguém para trás”, explica a gerente regional da Seja Digital no Rio de Janeiro, Vivian Bilhim que apresentou o projeto com a coordenadora da entidade, Mônica Miranda.



Deixe uma resposta