TERMINA CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A FEBRE AFTOSA EM MAGÉ

Com 85% da meta de vacinação, Magé encerra campanha contra a Febre Aftosa, iniciada em maio. Mas a equipe técnica do Departamento de Saúde Animal do município continua a imunizar bovinos e bubalinos de pequenos produtores. 

A vacinação obrigatória determinada pelo Ministério da Agricultura acontece em duas fases: em maio e em novembro. A Prefeitura de Magé tem uma iniciativa que beneficia os pequenos produtores com um rebanho de até 100 cabeças. O veterinário Paulo César Rosa, também da equipe do governo municipal, conta que “só de vacina contra a Febre Aftosa foram adquiridas 5.000 doses, que é a meta de vacinação dessa primeira fase. Para quem tem um rebanho maior, tem a obrigatoriedade de vacinar os bovinos e bubalinos em suas propriedades.”


O município investiu cerca de R$ 50.000 para imunizar gratuitamente o rebanho dos pequenos produtores da cidade de quatro doenças animais. “Magé é um dos poucos municípios que doa e aplica a vacina no rebanho dos pequenos produtores. Já temos o cadastro deles e vamos até a propriedade para vacinar mediante o agendamento. Além da vacina contra a Febre Amarela, o município também oferece gratuitamente as vacinas contra brucelose, clostridiose e raiva”, explica o vacinador da Secretaria Municipal de Agricultura Sustentável, João Batista Fraga Sobrinho.

Magé nos últimos anos deu um salto de 75% para 90% do rebanho imunizado. Em novembro acontece a segunda etapa da vacinação somente para bovinos e bubalinos com até 24 meses.



Deixe uma resposta