AMBULATÓRIO DE ANEMIA FALCIFORME DE MAGÉ É DESTAQUE NA BAIXADA FLUMINENSE

Magé é um dos pontos focais na Baixada com mais de 400 pacientes assistidos

Durante uma reunião on-line promovida pela Secretaria de Saúde do Estado com municípios da Região Metropolitana I e II, novas medidas foram apresentadas para acolhimento à pessoa com Doença Falciforme e os avanços obtidos. Uma das novidades em destaque da reunião, é a dispensação de medicamentos que os portadores de doença falciforme necessitam, que a partir de setembro serão dispensados no município do paciente é assistido, tornando o tratamento mais fácil e eficaz.

Magé é um dos municípios da Região Metropolitana I que possui um ambulatório exclusivo para cuidar e acompanhar pessoas com doença falciforme, considerado um “ponto focal” de referência na Baixada Fluminense.

“No relatório apresentado durante a reunião, Magé é referência da atenção hematológica na Baixada, com cerca de 446 pacientes atendidos entre adultos e crianças. Então quando a nova medida entrar em vigor, a médica da nossa unidade vai poder usar o polo de dispensação do município para poder atender nossos pacientes, descentralizando este serviço e contribuindo cada vez mais com atendimento de qualidade aos nossos assistidos. Isso é fruto de um trabalho de formiguinha através do cadastro e busca ativa dos nossos pacientes”, explicou Isabel Cristina Gama, coordenadora do Ambulatório de Doença Falciforme de Magé.

Foto tirada antes da pandemia da Covid-19 (Acervo SMS)

Texto: Philipe Campos