CAMPANHA 10 MINUTOS SALVAM VIDAS RETOMA ATIVIDADES A PARTIR DO PRIMEIRO DISTRITO

As equipes da campanha ’10 Minutos Salvam Vidas’ de Magé vestiram os EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e iniciaram as ações de mobilização para o combate ao mosquito Aedes aegypti. O cronograma de atividades foram retomadas nesta terça-feira(26) a partir do bairro Flexeiras, no primeiro distrito.

Na ação, a equipe composta por oito agentes de endemias começaram a atuar pela Rua Ubatam, e num raio de 150 metros no entorno do quarteirão, fortalecendo os cuidados com a proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

“Fico muito contente de estar recebendo essas equipes aqui no meu quintal, sou aposentando e tenho feito minha parte, mas com a ajuda deles esse reforço se torna mais efetivo. Se as pessoas se conscientizarem e cada um fizer sua parte na sua casa, o vizinho ao lado não será atingido por nenhuma dessas doenças causadas por esse mosquitinho tão perigoso”, disse o aposentado, Fernando Alves Portugal.

A visita domiciliar dos agentes de endemias, segue as normas definidas pela Nota Técnica nº 08/2020 do Ministério da Saúde, que recomenda o acesso somente no peridomicílio (região da frente, lados e fundo do quintal ou terreno).

A pedagoga Marisa Guimarães foi abordada pela equipe e parabenizou a ação: “Graças a Deus aqui em casa está tudo sob controle, tenho seguido sempre as recomendações da agente Núbia, que sempre nos visitou e tem acompanhado a nossa luta contra a dengue. Tenho reforçado também o combate aos focos, devido eu ter um filho deficiente. A nossa saúde em primeiro lugar”, disse.

A agente de endemias, Núbia Figueiredo, atua na visitação das casas há cerca de 16 anos e ressaltou que “a cada dois meses são visitadas 800 a 1.000 residências. O segredo desse trabalho é a dedicação de toda a equipe, atenção e cuidado com o morador. Tenho muito orgulho de trabalhar todo esse tempo no combate ao Aedes. Ficamos muito felizes pelo reconhecimento em cada visita e pelo reforço de cada morador no cuidado em suas casas”.

Ministério decidiu retorno das atividades

Em outros estados, os esforços contra a Covid-19 desviaram a atenção nas doenças sazonais. A Secretaria Estadual de Saúde do Paraná chocou todo o país ao noticiar em uma semana, o registro de 13.694 novos casos de dengue e seis novas mortes. E com isso, o Ministério da Saúde orientou através de nota técnica, novas formas de atuação no combate ao Aedes.

“Como o Ministério da Saúde orientou na nota técnica, estamos retomando o combate ao mosquito Aedes aegypti. Por segurança nossa e dos cidadãos visitados, estamos fazendo os procedimentos nas áreas externas sem ter acesso ao interior das casas. Só entramos nos quintais com autorização de pessoas maiores de 18 anos, e em caso de maiores de 60 anos, a abordagem é feita nos portões com pelo menos dois metros de distância”, explicou Marcos Vanini, coordenador de Educação em Saúde e Mobilização Social da Secretaria Municipal de Saúde de Magé.

Além das ações de visitação, as equipes também estão atuando na distribuição de panfletos com orientações e mensagens educativas de prevenção ao novo coronavírus.

Texto: Philipe Campos