CONSELHO DO MEIO AMBIENTE TEM NOVOS INTEGRANTES PARA MANDATO DE UM ANO

Eles tomaram posse nesta quinta (10/02) e já elegeram vice-presidente e primeiros secretário e tesoureiro

O Conselho Municipal do Ambiente, Recursos Naturais e Saneamento Básico (Comasb) de Magé tem novos integrantes, entre titulares e suplentes. Eles tomaram posse, nesta quinta-feira (10/02), durante reunião na Casa dos Conselhos, em Flexeiras, no primeiro distrito. O mandato terá vigência até o fim de 2022, quando uma nova composição será escolhida. Secretário de Meio Ambiente da cidade, Sílvio Furtado conclamou os novos integrantes do Comasb a ajudarem a Prefeitura no cuidado com a defesa ambiental. “Preciso que o Conselho trabalhe do nosso lado, para que façamos as cobranças necessárias. As portas da Secretaria estão abertas para recebê-los. Não é fácil defender a natureza, mas, se estivermos unidos, vamos conseguir”, disse.

Durante a reunião, tomaram posse os conselheiros Cleyson Jacomini e Gabrielle Duarte, da Águas do Rio; Luiz Carlos Carneiro, do Centro Cultural Esportivo e Educacional Waldemar de Mello; Anderson Cabral, do 126º Grupo de Escoteiros do Mar Phoenix; Marilene Monteiro, da Humpame Mahi Kwe Naiye; e Rafael Pereira, da Associação de Caranguejeiros e Amigos do Mangue. Os participantes também elegeram novos vice-presidente e primeiros secretário e tesoureiro. Os eleitos foram, respectivamente, Luiz Carlos Carneiro e os antigos conselheiros João Clemente, da Associação de Moradores de Suruí, e Ezaquiel Siqueira, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Como não houve candidatos para segundo secretário e segundo tesoureiro, a escolha ficou para a próxima reunião.

Novo vice-presidente do Comasb, o professor Monteiro, que já esteve em outras composições do Conselho, declarou que pretende chamar atenção para a “cultura agrícola”. “A vocação de Magé é a agroecologia. Além do trabalho de cultura propriamente, estamos, no Britador, desenvolvendo a cultura agrícola. As pessoas não sabem que a base cultural do Brasil vem do campo. Acredito que posso trazer essa discussão para a cidade”, salientou. Novato no grupo, Anderson Cabral destacou que a doutrina do escotismo já contempla muitas das funções do Comasb: “O escoteiro é leal, é educado e cuida do meio ambiente. Sobre o lixo, por exemplo, a gente sempre passa para eles a necessidade de coletar a sujeira nos locais em que estão”.

Notícia anteriorMAGÉ REALIZA VISTORIA ANUAL DOS TÁXIS A PARTIR DE 03 DE MARÇO
Próxima notíciaMAGÉ AUXILIA MEIs PARA NEGOCIAR DÉBITOS COM A UNIÃO