MAGÉ TERÁ 24,7 KM DE ESTRADAS VICINAIS RECUPERADAS ATRAVÉS DE PARCERIA COM A INICIATIVA PRIVADA

Vias são usadas para escoamento da produção rural, beneficiando 327 agricultores

Foto: arquivo

Com as chuvas que caem nessa época do ano, um dos maiores pesadelos dos trabalhadores rurais do Leste Fluminense são as péssimas condições das estradas vicinais para o escoamento da produção. Em Magé, o problema está prestes a encontrar uma solução imediata. O prefeito Renato Cozzolino reuniu-se, na última quinta-feira (14), com o diretor-geral do Consórcio Público de Desenvolvimento do Leste Fluminense (Conleste), João Pedro Motta Leal, que apresentou ao chefe do Executivo municipal uma parceria para viabilizar a recuperação dessas estradas na cidade. Com o projeto, 24,7 quilômetros de vias serão recuperados, beneficiando 327 produtores rurais de Magé.

A recuperação faz parte de uma parceria do Conleste com a empresa Ternium, para a doação de um agregado siderúrgico que será usado na pavimentação, além do treinamento de funcionários das prefeituras para a manipulação e a aplicação do extrato doado. “A Prefeitura de Magé está de portas abertas para o Conleste, principalmente quando o assunto for de interesse da população e para a melhoria da qualidade de vida dos mageenses”, declarou Cozzolino. O diretor do Conleste salientou que a recuperação das estradas vicinais, que são o principal ligação da zona rural com a área urbana, além das estradas que ligam aos polos de distribuição, irá desafogar um gargalo e facilitar a vida de centenas de agricultores familiares, que representam grande parte da atividade agrícola de Magé.

Parceria

De acordo com o material apresentado pelo Conleste, 99,4 quilômetros de estradas vicinais deverão ser recuperados na parceria entre os municípios consorciados e a Ternium nos primeiros meses de 2021. “Como a empresa fica próxima a Magé, a cidade será, pela logística, o pulmão que fará essa parceria respirar. Pretendemos, até o fim do mês, qualificar todos os servidores das primeiras prefeituras que vão receber a doação, para, então, começar o trabalho”, anunciou Motta Leal. Nesta primeira fase, além de Magé, também serão beneficiados Casimiro de Abreu, Itaboraí, Tanguá e Teresópolis.

O prefeito Renato Cozzolino vai se reunir com representantes das secretarias municipais de Infraestrutura e de Agricultura Sustentável na próxima semana, para definir os primeiros quilômetros de vias que deverão ser atendidos a partir de fevereiro. No projeto do Conleste, constam as estradas Beira Rio T1 e T2, Liedir, Associação, Japoneses, Cachoeirinha, Ponte, Corocoxó e Áustria e as ruas Porto Rico, Lava Prato, Milton Prudêncio de Morais, Vala Preta, Oswaldo Silva, Projetada, Fada Santoro, Hungria, Argemiro e Porteira Preta, beneficiando diretamente um número estimado de 1.780 pessoas.