PREFEITURA DE MAGÉ REATIVA CONVÊNIO COM A CAIXA PARA EMPRÉSTIMO CONSIGNADO

1
Representantes da Prefeitura e da Superintendência da Caixa vão se reunir para definir os detalhes do contrato. (FOTO: Alvaro Carvalho)

Empréstimo não deverá ultrapassar 30% do desconto em folha do funcionário do Executivo municipal

Servidores efetivos e aposentados da Prefeitura de Magé que tiverem com o nome sujo na praça ou quiserem realizar empréstimo junto à Caixa Econômica Federal para a compra de um imóvel, por exemplo, poderão contar, novamente, com o crédito consignado com desconto em folha. O prefeito Renato Cozzolino reativou, nesta quinta-feira (21/01), o contrato com a CEF, que estava suspenso há dez anos. A Prefeitura ainda vai definir com a Caixa detalhes do contrato, como a margem consignada e o número de parcelas. “Vai ajudar bastante a melhorar a vida dos servidores, desde que a gente consiga taxas bem atrativas”, declarou Renato.

Gerente de Empresas da CEF em Magé, Maicon Oliveira disse que vai marcar uma reunião entre representantes da Prefeitura e da Superintendência da Caixa no Rio para que o documento seja regulamentado. “O que posso garantir é que funcionários que já têm consignados em outras instituições poderão fazer a portabilidade para a Caixa, que se predispõe a quitar a dívida existente. Os pagamentos das parcelas também não deverão exceder 120 meses”, acrescentou. Oliveira comentou que, geralmente, créditos desse tipo não comprometem mais do que 30% do salário do beneficiado: “Se a pessoa ganha até R$ 1.000, o desconto em folha não poderá ultrapassar R$ 300”.

O secretário Municipal de Administração de Magé, Jocelino Alves Cabral, também participou do encontro entre Renato Cozzolino e o gerente da CEF.

Agência em Piabetá

O prefeito também pediu a Maicon Oliveira que, na próxima reunião da administração municipal com a Caixa, seja discutida, mais uma vez, a instalação de uma agência bancária da CEF em Piabetá. “Não vou medir esforços para viabilizar a abertura de uma Caixa lá. Esse é o anseio de 100 mil moradores”, reforçou Renato. O gerente de Empresas informou que estão aguardando um retorno da presidência da instituição em Brasília para iniciar os estudos sobre a localização da nova agência. “Está tudo parado por conta da pandemia. Mas, vamos abrir uma Caixa em Piabetá quando isso tudo passar”, assegurou.