SECRETARIAS REALIZAM OPERAÇÃO PARA ORGANIZAR O CENTRO DE MAGÉ

Ação mirou vendedores ambulantes e lojistas do calçadão e advertiu transporte regular e “bandalhas”

As secretarias de Segurança Pública e de Transporte e Ordem Pública realizaram operações, nesta terça-feira (08/06), no Centro de Magé. Durante a fiscalização, funcionários da Prefeitura advertiram vendedores ambulantes e comerciantes do calçadão para regularizarem suas atividades. Na rodoviária, os fiscais notificaram a empresa de ônibus Iluminada e deram 15 dias úteis para que ela melhore a sua frota e cumpra o estipulado no contrato de concessão pública. “O Centro de Magé estava muito desordenado. Nossa ação teve o objetivo de dar um choque de ordem na região, normalizando as atividades”, declarou o secretário de Segurança, André Antônio Lopes.

Ele, funcionários da Secretaria e guardas municipais chegaram cedo e percorreram o calçadão do Centro de Magé, mostrando para camelôs e para lojistas as irregularidades. “Hoje, vamos apenas advertir. A partir de amanhã, se voltarmos aqui e os problemas não tiverem sido solucionados, as mercadorias serão apreendidas e levadas para o depósito e as lojas, multadas”, revelou Lopes. Dentre as principais irregularidades, os fiscais se depararam com barracas acima do padrão permitido e com placas colocadas por lojas na calçada, atrapalhando a passagem de pedestres. O secretário disse que pretende transformar outra área do Centro em local para agrupar os camelôs.

Na segunda-feira (07/06), os fiscais estiveram em Piabetá, onde apreenderam mercadorias e transferiram 30 vendedores ambulantes de vários pontos do bairro para a Rua Joaquim Lisboa. A via foi fechada ao tráfego para abrigar as barracas. As ações de regularização das atividades dos camelôs também serão realizadas em outras regiões da cidade, como os centros comerciais de Santo Aleixo, Mauá, Fragoso e Suruí.  

Empresa de ônibus notificada

Secretário de Transporte, Pablo Vasconcelos acompanhou a ação dos fiscais contra as “bandalhas” (transporte irregular) e o estacionamento irregular no Centro de Magé. Um carro estacionado em plena curva na Rua Capitão Virgílio Cézar foi multado e rebocado. Um estacionamento pago e um lava-jato foram notificados na Rua Coronel Macieira e terão 48 horas para apresentar o alvará de funcionamento. Na plataforma da rodoviária, funcionários da Prefeitura entraram nos ônibus municipais. “Os veículos da concessionária que serve o município estão em péssimo estado e a população está sofrendo. Temos que regularizar a situação e melhorar a urbanização da cidade”, afirmou Pablo.

Usuária da linha que faz o trajeto entre Centro e Citrolândia, a doméstica Irenice do Espírito Santo, 55, a Leninha, ficou mal humorada quando teve que falar da viação Iluminada. “Um serviço muito precário, sem horário certo para passar e com o mínimo de conforto. E eu preciso do ônibus para tudo, para ir ao mercado, ao médico”, reclamou.