25 C
Magé
10 dezembro 2023
Praça Dr. Nilo Peçanha, s/nº - Centro, Magé, RJ, CEP 25900-085

Em 1959 o Brasão Oficial de Magé foi aprovado em Lei de 09 de junho daquele ano. Posteriormente foi modificado pela deliberação nº 380/973 em 20 de agosto de 1973, por Nazyr José Antunes então presidente da Câmara de Vereadores do município.

Descrição
Escudo português, em campo de outro, dominando a silhueta do “Dedo de Deus”, em verde.
Da direita para a esquerda um chefe verde carregado de uma coroa de Duque, de ouro; Uma pena de pato, de prata; Um turbante de penas, de ouro; Um listel azul, de prata ostentando os seguintes dizeres: 1565 – Magé – 1857. Tudo encimado pela coroa mural de cinco torres de prata, tendo em quatro delas uma elípse azul, e a torre central carregada de uma flor-de-lis, de ouro.

Significado
O escudo português lembra a origem lusitana de nossa Pátria; o “Dedo de Deus” evidencia o pétreo monumento da natureza, antigamente localizado no território mageense, considerado símbolo nacional do turismo, conhecido no mundo inteiro. A coroa de duque representa o glorioso Luiz Alves de Lima e Silva (o Duque de Caxias), nascido na então Vila de Magé: a pena de ouro,  Alcindo Guanabara, o Príncipe dos Jornalistas Brasileiros, nascido em Guapimirim (na época, Município de Magé); o turbante de penas simboliza os índios, donos da terra. A flor-de-lis tem Nossa Senhora da Piedade, a sua padroeira. As datas: 1565 e 1857, respectivamente, representam a fundação da localidade em 7 de setembro de 1565, e a elevação à categoria de cidade pelo Decreto de 2 de outubro de 1857.

O Brasão
Tem os seguintes Metais e Esmaltes: OURO simbolizando a Força, PRATA simbolizando a Candura, VERMELHO simbolizando a Intrepidez, AZUL simbolizando a Lealdade e o VERDE simbolizando a Abundância.

O link a seguir é de acesso restrito. Maiores informações procure Comissão Permanente de Licitação – CPL

˂ ACESSO ˃ Conteúdo destinado para uso autorizado conforme Edital de Concorrência 004-2023

Garrinchinha
Garrinchinha Garrinchinha
Fale aqui