PROJETO DE PROMOÇÃO À SAÚDE BUCAL DE ALUNOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS DE MAGÉ É DESTAQUE EM MOSTRA ESTADUAL

[responsivevoice_button voice="Brazilian Portuguese Female" buttontext="Ouvir"]

Magé foi selecionada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) para expor o trabalho de promoção e prevenção à saúde bucal realizado com alunos com necessidades especiais das escolas e creches municipais, na Mostra Estadual de Práticas Exitosas do Programa de Saúde na Escola (PSE). Até o fim do ano, um banner do projeto que contemplou 5.673 alunos, fica no saguão da SES.

“O estado do Rio tem 92 municípios e 15 práticas foram escolhidas, inclusive a de Magé, que ficará em exposição. É muito bom ter Magé como destaque na esfera estadual e isso mostra que o trabalho do PSE está dando muito certo. Para nós é gratificante ver o reconhecimento das ações”, explica Eliane Moraes, coordenadora do PSE.

Dentre as estratégias e metodologias utilizadas, foram realizadas ações com a unidade móvel de saúde bucal, o Boca Sadia, com procedimentos mais simples e encaminhamento para os casos mais complexos para um dos três Centros de Especialidades Odontológica (CEO).

“A maioria dos pacientes avaliados foram direcionados para um desses centros, e isso foi de suma importância, uma vez que essas pessoas com necessidades especiais muitas das vezes não conseguem se manter imóveis e calmas durante um atendimento odontológico, exigindo assim um olhar mais atencioso. Nos CEOs temos profissionais preparados e capacitados para esse tipo de ocasião e isso foi um diferencial no tratamento. Foi lindo e gratificante esse projeto”, ressalta a coordenadora da saúde bucal, Camilla Rodrigues.

O PSE é desenvolvido através de uma parceria entre as Secretarias de Saúde e Educação. A meta do programa é atender 34.977 alunos e 65% desse número já foi realizado. Quatro ações já foram desenvolvidas em dois anos: prevenção a Covid-19, atualização da caderneta de vacinação, prevenção a violência na escola e promoção à saúde bucal.

“Nós não fazemos nada sozinho e tudo é pensado entre a Educação e a Saúde. Nós averiguamos as necessidades dos territórios em parceria com a Estratégia de Saúde da Família na comunidade escolar e a partir daí montamos as ações, definimos as estratégias e vamos ao campo”, detalha a coordenadora do PSE.

Notícia anteriorCOBERTURA DE USFs ATINGE 99,42% DA POPULAÇÃO DE MAGÉ
Próxima notíciaRÉVEILLON DE MAGÉ: PREFEITURA ABRE INSCRIÇÃO PARA QUEM DESEJA TRABALHAR NO EVENTO