FÓRUM DE TURISMO DE MAGÉ DEFINE INCENTIVO PARA O ARTESANATO DO MUNICÍPIO

Durante o evento, um acordo de cooperação técnica foi assinado em prol dos artesãos

A Prefeitura realizou, nesta terça-feira (07/12), o I Fórum de Turismo de Magé – Turismo Sustentável. O evento pioneiro aconteceu na Cooperativa de Pau Grande e contou com a presença do secretário de Turismo do Estado, Gustavo Tutuca, que assinou, junto ao subsecretário de Turismo de Magé, Gilson Rodrigues, um termo de cooperação técnica para fomentar o artesanato. “É importante que saibam que a assinatura desse acordo tem o objetivo de capacitar os profissionais que vivem do artesanato em Magé, possibilitando desafogar a fila de entrega da Carteira Nacional do Artesão”, comemorou Tutuca, em discurso para uma plateia interessada em ações de turismo na região.

O subsecretário Gilson destacou que o fórum aconteceu em um dia especial, onde foi dado o pontapé inicial para as políticas públicas para o setor na cidade. “O evento, que teve todo o apoio e entusiasmo do prefeito Renato Cozzolino, vem em busca da valorização dos nossos atrativos religiosos, das nossas belezas naturais e de tudo mais que Magé tem a oferecer para o turista”, continuou. Ele confidenciou que pediu ao secretário Tutuca ajuda para implantar em Magé o projeto de sinalização de trilhas e cachoeiras que o Governo do Estado tem levado para outras cidades. “Queremos criar políticas públicas resistentes, firmes, que levem o município até o conhecimento de todo o Brasil e do mundo”, declarou o representante do Executivo municipal.

O fórum também contou com expositores que apresentaram aos participantes boa parte do que a cadeia produtiva do turismo realiza na cidade. Representante da Associação de Agricultores da Vala Preta, Marcilene Salmeron preparou uma mesa com produtos da agricultura familiar para mostrar. “Um evento como esse traz, até mesmo para os moradores de Magé, o reconhecimento da nossa atividade.  Assim, todo mundo passa a saber quais os produtos da agricultura familiar”, disse. Diversas palestras fizeram parte do dia de evento. Uma delas, sobre a influência do setor privado, foi realizada pelo presidente  da Federação de Convention & Visitors Bureaux do estado, Marco Navega.

“Se você desenvolve uma atividade turística com princípios e processos, você colhe resultados. Isso quer dizer o quê? Que o turismo, que é essencialmente empresarial, precisa andar junto com a Prefeitura e a Câmara de Vereadores. Ele depende de políticas públicas”, sentenciou Navega. Houve ainda palestras sobre roteiros de fé, inventário turístico e sua importância para o município e regionalização turística. Também participaram do I Fórum de Turismo de Magé – Turismo Sustentável os secretários municipais de Meio Ambiente, Sílvio Furtado; de Ação Social e Direitos Humanos, Flávia Gomes; de Trabalho, Fernando Assunpção; e de Comunicação e Eventos, Bruno Lourenço.

(Fotos: Phelipe Santos)

Notícia anteriorEMPURRADO PELA TORCIDA, MAGÉ FUTSAL VENCE O VASCO DE VIRADA NO 1º JOGO DA FINAL DA LIGA RIO DE JANEIRO
Próxima notíciaMAGÉ MOBILIZA AS COMUNIDADES ESCOLARES CONTRA A DENGUE E A COVID-19