SAÚDE, TURISMO E LAZER JUNTOS EM ÁREA DE 5 MIL METROS QUADRADOS NO RIO DO OURO

Secretário chama área com USF, Cras, quiosque, academia e parque de “condomínio de serviços públicos”

As obras ocupam uma área de 5 mil metros quadrados do terceiro distrito agrícola e estão dando o que falar entre os moradores, que terão acesso a uma USF e a um Cras, a uma academia da terceira idade, a um parquinho e a um quiosque com venda de lanches e informações turísticas (FOTO: Phelipe Santos)

O prefeito de Magé, Renato Cozzolino, visitou, nesta segunda-feira (27/09), uma área de 5 mil metros quadrados em Rio do Ouro, no terceiro distrito agrícola, onde serão construídos uma Unidade de Saúde da Família (USF), um Centro de Referência em Assistência Social (Cras), uma academia da Terceira Idade e um parque para a criançada. “Já chegaram as madeiras e vamos começar a construir a casa onde vai funcionar a USF. Além da unidade e do Cras, teremos aqui uma praça para que as pessoas possam trazer suas famílias. Vamos dar uma nova vida a essa região”, declarou Renato. A USF do Rio do Ouro, a primeira da cidade construída de forma mista, com madeira e alvenaria, será inaugurada em cerca de um mês.

Secretário Municipal de Infraestrutura, Marcos Pereira chamou a obra de “condomínio de serviços públicos”. “Ela obedece um cronograma muito rápido e ficará pronta em apenas três meses de construção (dois já ocorreram), um recorde desta administração”, frisou. Pereira aproveitou ainda para informar que as ruas e estradas vicinais do distrito também passarão por uma recuperação. Duas delas, a Arthur Farias e a Casimiro de Abreu, receberão obras de drenagem e pavimentação nos próximos dias. O logradouro ao lado do “condomínio”, Rua Professor Dilermano Reis, será alargado em mais um metro. “São intervenções pontuais que irão melhorar o fluxo da produção rural em nosso município”, garantiu o secretário.

Na área que está sendo construída, haverá um quiosque para venda de lanches e também para atendimento ao turista. “Não será mais preciso ir a Magé para garantir autorização para que as caravanas turísticas visitem nossas cachoeiras. Isso será feito aqui mesmo”, afirmou o coordenador de Infraestrutura Regional, Paulo Santana. As intervenções viraram assunto entre os moradores. “Preciso bastante de atendimento médico porque sou hipertensa e tenho que medir a pressão sempre. A gente estava sem o posto de saúde há uns oito anos. Agora, com essa USF, vai ser melhor”, disse a auxiliar de serviços gerais Ana Lúcia Verdan, 51. O pedreiro Antônio Pereira de Freitas, 62, pretende fazer festa na inauguração: “Vou tocar um forró para comemorar”.

Notícia anteriorCHAMADA EXTRA: ASSISTÊNCIA SOCIAL CONVOCA APROVADOS PARA ESTA QUINTA (30)
Próxima notíciaMAGÉ TEM MAIS DE 231 MIL NOVOS CADASTROS NA REDE DE SAÚDE PÚBLICA