MAGÉ COMEMORA ANIVERSÁRIO DA GUIA DE PACOBAÍBA E DIA DA BAIXADA COM SEMINÁRIO DE PATRIMÔNIO CULTURAL

Evento acontece durante cinco dias e a programação será toda on-line

A primeira estação ferroviária do Brasil, a Guia de Pacobaíba, localizada em Magé, completa 167 anos no próximo dia 30 e para celebrar a data, a Prefeitura realiza de 26 a 30 de abril, o I Seminário de Patrimônio Cultural de Magé, com uma programação on-line falando sobre a história, cultura e o patrimônio de um dos municípios mais antigos do Estado.

“Magé é uma cidade com patrimônio histórico, religioso, cultural e ecológico espetacular. Aqui que está a Guia de Pacobaíba, a primeira estação ferroviária do Brasil, um marco do processo de industrialização e interiorização do país. Temos três quilombos certificados, pontos turísticos históricos, igrejas e muita coisa para contar. Nossa ideia é mostrar a dimensão dos bens culturais de Magé e os desafios de preservação”, explica a Secretária de Educação e Cultura, Sandra Ramaldo.

O diretor do Departamento de Cultura da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC), Alexsandro Rosa, garante que esses eventos de promoção ao patrimônio cultural serão feitos com frequência.

“Essa é a primeira ação do nosso departamento em relação à questão do patrimônio, mas teremos outras ações educativas com o objetivo de promover nossa cidade. Um grupo de pesquisadores e professores farão parte do nosso seminário e o evento é destinado, principalmente, para alunos de graduação e produtores culturais, mas a população em geral pode participar”, conta o diretor.

As inscrições para o seminário são feitas através de um formulário (https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdECPjqj2JoR_pOuyyQ_r2tJuvJRnFoqaz4ONh3IncECm33vw/viewform). Os participantes receberão um certificado ao final da capacitação.

Programação:

26/04 – Cerimônia de Abertura
26/04 às 18h – O Patrimônio é de todos?
27/04 às 15h – Patrimônio Industrial de Magé
27/04 às 18h – Patrimônio Religioso – Simbolismos e referências e identidades
28/04 às 14h – Interlocuções entre o IPHAN e a comunidade local
28/04 às 18h – Patrimônio Imaterial – Quilombos, territorialidades e saberes emancipatórios
29/04 às 14h -Esse espaço é nosso – Interlocuções entre patrimônio material e Imaterial
30/04 às 17h – Trecho Ferroviário Guia de Pacobaíba – A importância de preservar

Notícia anteriorPREFEITURA LEVA FORÇA-TAREFA DA INFRAESTRUTURA PARA O PARQUE ESTRELA
Próxima notícia500 TONELADAS DE ASFALTO DÃO NOVO VISUAL AO JARDIM NOVO HORIZONTE