MAGÉ CONSCIENTIZA SOBRE IMPORTÂNCIA DA SAÚDE MENTAL MATERNA

Movimento Furta-Cor teve o objetivo de transformar sofrimento materno em onda de cuidado e afeto

Nem tudo são flores quando falamos de maternidade. Muitas vezes, a sobrecarga e o sentimento de insuficiência podem causar adoecimento da saúde mental das mães. Por isso, dos dias 11 a 26 de maio, a Secretaria de Saúde de Magé realizou uma programação especial de conscientização sobre os cuidados que as mulheres precisam ter, principalmente no pós-parto, para o bem-estar da saúde mental. As palestras e rodas de conversas fizeram parte da campanha Maio Furta-Cor e foram realizadas na Maternidade de Piabetá e em USF’s.

“A saúde mental materna importa! Cerca de 80% das mulheres apresentam uma discreta tristeza nos primeiros dias pós-parto e para vencer este período o mais importante é uma rede de apoio. Por isso, aderimos a campanha e montamos essa rede de apoio para essas mulheres que acabaram de gerar”, explicou a secretária de Saúde, Larissa Storte.

Na Maternidade de Piabetá e na USF Partido (4º distrito) foram realizadas palestras sobre a prevenção e o cuidado à saúde mental materna. As unidades de saúde da Barbuda (1º distrito), Ypiranga (5º distrito) e Maurimárcia (6º distrito) realizaram rodas de conversa sobre a romantização da maternidade. A programação foi voltada para gestantes, mães e pessoas que são parte da rede de apoio a essas mulheres.

Notícia anteriorGUARDAS AMBIENTAIS PARTICIPAM DE PRIMEIRO CURSO DE FORMAÇÃO DE MAGÉ
Próxima notíciaPREFEITURA DE MAGÉ PRETENDE ARRECADAR R$ 400 MIL COM LEILÃO DE SUCATAS