DIA DA MATA ATLÂNTICA: MAGÉ TRANSFORMA PLANO DE RECUPERAÇÃO EM DECRETO

Documento foi discutido por dois anos e apresentado ao Conselho de Meio Ambiente em março

Com 63% de área verde em seu território, Magé tem feito o dever de casa quando o assunto é a preservação da Mata Atlântica, cujo dia é comemorado nesta quinta-feira (27/05). O prefeito Renato Cozzolino assinou o Decreto 3.457/2021, que instituiu o Plano Municipal de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica (PMMA) que levou dois anos para ser elaborado. O documento tem como objetivo geral formular, implementar e monitorar programas ambientais que direcionarão as políticas públicas de planejamento e gestão ambiental do município. Para a confecção do PMMA, técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente trabalharam em parceria com a Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade e a empresa Masterplan Engenharia e Consultoria Ambiental.

De acordo com o decreto, a Secretaria de Meio Ambiente irá coordenar um Grupo de Acompanhamento para a implantação do plano. Dentre os objetivos específicos do PMMA, estão a criação e a implementação, por meio de unidades demonstrativas em áreas estratégicas, de um programa de recuperação; a redução dos riscos de escassez de abastecimento hídrico por meio de conservação e manejo dos ecossistemas; a redução dos riscos climáticos relacionados às inundações; e a conservação e a ampliação de áreas verdes urbanas, dentre outros. Na época da aprovação do PMMA pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente, a bióloga Vanessa Silva disse que, depois da publicação do decreto, a Secretaria iria direcionar esforços para buscar recursos para a implantação das diretrizes.

Fiscalização ambiental

Chefe da Fiscalização Ambiental da Prefeitura de Magé, Marcelo Sérgio Farias declarou que, em algumas das 118 vistorias realizadas este ano, houve apreensão de motosserras que seriam usadas para o desmatamento. “Se a patrulha ambiental não tivesse sido acionada, essas motosserras seriam usadas para desmatar 2 mil metros quadrados de Mata Atlântica no município”, garantiu. Ele disse ainda que 30 mil m2 de área de Mata Atlântica estão constantemente sob monitoramento em 19 áreas verdes de Magé. Além disso, 85 pássaros silvestres foram resgatados e soltos na floresta neste ano, o que ajuda a manter o equilíbrio e a renovação do bioma.

Marcelo revelou ainda que parte do que foi arrecadado nas 35 multas já aplicadas pela Secretaria de Meio Ambiente em 2021 será revertida para o reflorestamento de 20 mil m2 de área de Mata Atlântica. A ação vai acontecer, em junho, durante a Semana do Meio Ambiente.

Notícia anteriorMAGÉ GANHA ALOJAMENTO DE PERNOITE PARA PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA
Próxima notíciaPAU GRANDE VAI GANHAR ÁREA TEMPORÁRIA DE LAZER AO AR LIVRE