PREFEITURAS E ESTADO DISCUTEM SOBRE AS PRAÇAS DE PEDÁGIO EM MAGÉ

O prefeito Renato Cozzolino se reuniu nesta segunda (18) com o secretário estadual de Transportes, Delmo Pinho, e a chefe do executivo de Guapimirim, Marina Rocha, para discutirem sobre as praças de pedágio na região.

“Colocar um pedágio em Suruí, é você acabar com a economia da cidade de vez! Não vou permitir que isso aconteça, porque isso quebra nosso comércio e impossibilita a chegada de novas empresas. Quero agradecer ao secretário (de Estado de Transportes) que também não compactua com isso, vamos brigar e provar por A + B que o pedágio de Bongaba precisa sair”, explicou o prefeito, que reforçou que o município sofre com o pedágio há mais de 25 anos com valores absurdos.

O Governo do Estado compreende a situação dos municípios e falou sobre uma contraproposta:

— Da maneira que os pedágios estão funcionando em Magé prejudica a economia da cidade. Tira a competitividade das empresas e gera perda de empregos, coisa que não pode acontecer. Nós estamos de comum acordo com as prefeituras da região e num esforço de oferecer ao Ministério da Infraestrutura uma solução inteligente que ajude a equilibrar melhor esse assunto. Agora, de fato, o pedágio precisa diminuir muito em Magé e precisa ser reposicionado, não pode ficar do jeito que está”, ressaltou o secretário Estadual de Transportes, Delmo Pinho.

O prefeito de Magé deixou claro que não admite um pedágio em Suruí e que se for construído um novo pedágio, ele vai brigar pela redução de valor.

“Enquanto eu estiver como prefeito de Magé o pedágio de Suruí nunca vai existir, porque não permitir que façam essa covardia com os moradores de Magé. Não vou permitir que o município seja cortado no meio, se tiver será na divisa com Caxias ou Guapimirim, e Magé com Itaboraí. Vou brigar muito também para que reduza 50% do valor que é cobrado hoje em dia”, afirmou Renato.

Fotos: Phelipe Santos

Notícia anteriorSECRETARIA DE TRABALHO FECHA PARCERIA COM O BB PARA AJUDAR MICROEEMPRENDEDORES DE MAGÉ
Próxima notíciaMAGÉ VAI REAPROVEITAR MAIS DE 15 MIL UNIFORMES ESCOLARES ENCONTRADOS ABANDONADOS