PROJETO DA NOVA PRAÇA SÃO PEDRO É APRESENTADO PELA PREFEITURA

Área passará a ter 3.000 m2, 20 vagas de estacionamento, quiosques e lago com fonte interativa

Com 3.000 m2, a nova Praça São Pedro, também conhecida como Praça da Banca do Peixe, terá um lago com extenso espelho-d'água e fonte interativa, três quiosques duplos, playground, estacionamento, árvores repostas e duas imagens religiosas instaladas: um cruzeiro e uma estátua de São Pedro (FOTO: Divulgação)

Alô, freguesia: a Praça da Banca do Peixe vai ganhar nova roupagem. O projeto com as mudanças foi apresentado, nesta quinta-feira (05/08), pela Secretaria Municipal de Infraestrutura. A Praça São Pedro, nome oficial do local, passará a ter um lago com extenso espelho-d’água e fonte interativa nas margens, 20 vagas de estacionamento, 30 árvores repostas, três quiosques duplos, um playground para crianças e um moderno mobiliário urbano de concreto armado. “Esse é um projeto de muita importância para Magé. Ele foi desenvolvido a partir de conversas com os moradores e o padre da Igreja de São Pedro. A ideia foi unir urbanização e beleza estética, pois tudo que é mais bonito pode fazer as pessoas mais felizes”, disse o prefeito Renato Cozzolino.

As conversas com a igreja também fizeram com que duas imagens religiosas fossem incluídas no projeto: um cruzeiro e uma estátua de São Pedro. “A cruz vai ficar centralizada no meio do lago. A estátua do santo será colocada em uma das extremidades. Para atravessar o espelho d’água, instalaremos blocos de concreto formando um caminho para que os moradores possam andar sobre ele”, contou o secretário de Infraestrutura, Marcos Pereira. Ele acrescentou que a obra, executada com mão-de-obra exclusiva da Prefeitura, deverá levar 12 meses para ser concluída. A nova praça terá 3.000 m2, 1.000 a mais que a atual. “Trata-se de um projeto com muito requinte de Engenharia, o maior de reurbanização de uma praça na cidade”, complementou Pereira.

As obras começaram há um mês pela reestruturação do sistema de drenagem, com a instalação de duas redes novas com manilhas de 600 mm. Três árvores invasoras, com raízes agressivas que estavam destruindo a praça, foram derrubadas. No lugar delas, a Secretaria de Infraestrutura vai replantar 30 mudas de espécies nativas de Magé como compensação ambiental. A ideia da administração municipal é transformar a Praça São Pedro em um dos principais pontos de encontro e de lazer dos moradores do primeiro distrito. O prefeito Renato Cozzolino disse também aos comerciantes que pretende expandir o calçadão do Centro de Magé até a nova praça.

Notícia anteriorPREFEITURA REITERA PEDIDOS PARA MELHORAR MOBILIDADE EM MAGÉ
Próxima notíciaMAGÉ EMPOSSA REPRESENTANTES DO CONSELHO DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO FUNDEB