COBERTURA DE USFs ATINGE 99,42% DA POPULAÇÃO DE MAGÉ

O aumento foi de 30,84% desde janeiro de 2021 e 246.310 pessoas estão cadastradas na Estratégia de Saúde da Família

[responsivevoice_button voice="Brazilian Portuguese Female" buttontext="Ouvir"]

Magé supera a capital e sai na frente, com o 1º lugar da Região Metropolitana I na cobertura da Atenção Básica. A cidade do Rio abrange 75,97% e Mesquita 70,62%. O resultado positivo é fruto do investimento da atual gestão na reestruturação das Unidades de Saúde da Família (USFs), que saltou de 68,58% em janeiro de 2021 para 99,42% em outubro de 2022. Um aumento de 30,84% em menos de dois anos.

“Nossa meta desde o início da gestão é reestruturar a Atenção Básica e assim temos feito. A antiga gestão fechou ⅓ das unidades e muitas pessoas ficaram sem referência em Saúde. Do ano passado pra cá entregamos 11 Unidades de Saúde da Família entre construídas, reabertas e novas instalações, fora as UBSs que estão vindo por aí. Magé tem uma população estimada em 247.741 pessoas e já chegamos a 246.310 pessoas cadastradas, isso mostra que estamos no caminho certo”, comemora o prefeito Renato Cozzolino.

Saúde é prioridade

Em 2021, o município investiu 25% da verba própria na Saúde, 10% acima do exigido pela Constituição e parte desse valor foi aplicado na Atenção Básica. Atualmente, Magé tem 48 USFs e 56 equipes de saúde da família. A próxima meta da Secretaria Municipal de Saúde é terminar as obras de construção das USFs do Rio do Ouro e do Vilar de Santo Aleixo, e das UBSs Maurimárcia e Vila Serrana.

“Como a nossa cobertura está no topo, vamos continuar melhorando a infraestrutura das unidades. Neste fim de ano terminamos a obra da USF Canal e estamos acabando as USFs Jardim Esmeralda e Guarani II para, em breve, inaugurarmos. Temos outras obras previstas para 2023 e será assim até o final da nossa gestão”, garante a vice-prefeita, Jamille Cozzolino.

Além do aumento da cobertura, Magé também avançou nos indicadores de desempenho, ao lado dos municípios Nova Iguaçu e São João de Meriti. “Estamos fechando 2022 só com boas notícias, o desempenho dos serviços prestados e do atendimento também avançou na Atenção Primária. Isso mostra que as capacitações e qualificações feitas para as equipes através do nosso NEP – Núcleo de Educação Permanente – estão surtindo efeito na prática. Vamos seguir trabalhando para melhorar cada vez mais os indicadores dos programas, das coletas e das metas que as USFs precisam atingir para ampliar seu nível de excelência”, analisa a secretária municipal de Saúde, Larissa Storte.

Notícia anteriorTRABALHO OFERECE 80 VAGAS PARA CURSO GRATUITO DE INFORMÁTICA EM MAGÉ
Próxima notíciaPROJETO DE PROMOÇÃO À SAÚDE BUCAL DE ALUNOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS DE MAGÉ É DESTAQUE EM MOSTRA ESTADUAL