ESCOLAS MUNICIPAIS DE MAGÉ SE ENGAJAM NA PAUTA ANTIRRACISTA

Campanha 21 dias de ativismo contra o racismo mobilizou as 105 unidades

A reunião regular da secretária de Educação e Cultura de Magé, Sandra Ramaldo, com os gestores das 105 escolas municipais teve um destaque especial nesta sexta-feira (16-04): a importância da luta diária contra o racismo na sociedade. Foram expostos, no salão do Clube de Pau Grande, local da reunião, dezenas de lindos cartazes elaborados por alunos como parte da adesão das unidades escolares públicas do município à campanha dos 21 dias de ativismo contra o racismo, realizada no estado do Rio de Janeiro e em outras partes do país, sempre no mês de março.

Para a secretária municipal de Educação, Sandra Ramaldo, o objetivo de expor os trabalhos na reunião teve duplo objetivo: incorporar a pauta no dia a dia das escolas e promover a interação entre elas.

“Foi um projeto do Departamento de Ensino para que a gente conseguisse discutir profundamente as questões não só nestes 21 dias de ativismo contra o racismo mas trazer a pauta para o nosso cotidiano. E como as unidades elaboraram materiais maravilhosos, tentamos trazer um trabalho de cada escola para gente contagiar todas as diretoras e que elas também conhecessem o trabalho de todas as escolas”, explicou Sandra Ramaldo.

Para o coordenador de Promoção da Igualdade Étnico Racial e Diversidade (Copied), Victor Hugo Machado, o resultado das atividades do 21 dias de ativismo contra o racismo nas escolas municipais consolidou o compromisso da Prefeitura com uma política educacional antirracista.

“A gente propôs para as escolas que elas abraçassem o projeto e deu autonomia para cada unidade pensar atividades a partir das suas realidades. A gente promoveu, desde o começo do ano letivo, uma série de formações para que os professores tivessem o suporte teórico para desenvolver as atividades. Além dos cartazes, as escolas também produziram vídeos, podcasts, curtas, maquetes e rodas de conversas para debater as questões raciais, de diversidade e gênero”, contou Victor Hugo informando ainda que representantes de dois dos três quilombos de Magé participaram das palestras informativas aos professores.

A Secretaria de Educação e Cultura de Magé implantou, este ano, três disciplinas na grade curricular da rede municipal para os alunos do 2º segmento do ensino fundamental (6º ao 9º ano). Entre elas, o Ensino de História e Cultura Africana, Afrobrasileira e Indígena (EHCAI).

Histórico – A campanha dos 21 dias de ativismo contra o racismo nasceu há cinco anos na cidade do Rio e já é realizada atualmente em várias partes do país. A ideia da campanha surgiu a partir do Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 21 de março por conta da morte de 69 pessoas num protesto contra o regime racista na África do Sul nesta data, em 1960. A  repressão brutal do regime Apartheid ficou conhecido como “Massacre de Shaperville” e deixou ainda outras 186 pessoas feridas.

Fotos: Lucas Santos

 

Notícia anteriorPREFEITURA DE MAGÉ LIMPA CANAIS DA ZONA RURAL DA CIDADE
Próxima notíciaNOVO POLO E CALENDÁRIO DE VACINAÇÃO DA COVID-19 EM MAGÉ