SEGUNDA LIVE ELIMINATÓRIA DO CANTA MAGÉ KIDS TEM MAIS DE 15 MIL VOTOS

A segunda live eliminatória do Canta Magé Kids, organizado pela Secretaria de Comunicação e Eventos, em parceria com a Fundação Educacional de Magé, aconteceu no Iate Clube de Mauá, com transmissão pelo YouTube da Prefeitura Municipal de Magé, com mais de 500 espectadores simultâneos. A apresentação que mais mobilizou o público foi a de Gabriel Pacheco cantando “O Extraordinário”, de Tony Ricardo e obteve mais de 4 mil votos. Ana Rocha foi elogiada pelos juízes devido ao timbre de voz. Ela cantou “Consagração” de Anderson Mattos e Marcelo Mattos e recebeu 3645 votos. Fechando a lista dos aprovados pelo júri popular, com 2284 votos, Manuzinha Estrela cantou “Como Nossos Pais”, música de Belchior, eternizada na voz de Elis Regina.

Márcio Lopes, Vitória Moraes e Marques formaram o júri técnico e os aprovados foram decididos pelo critério de desempate: Pedro de Suruí (8 anos), Aghata Pontes (15) e Nicholle Souza (7 anos) receberam 10 e, segundo o edital, os mais velhos passam.

“O dia de hoje (15/5) foi especial, as crianças estavam animadas, desinibidas, cantaram e dançaram. Algumas, apesar da pouca idade, têm histórias de carreira e apresentações pelas festas Magé. Os três candidatos empataram nos quesitos afinação/voz, dicção e ritmo. O critério de desempate é a idade pois consideramos que os mais novo terão mais oportunidades no futuro”, conta o apresentador e secretário da Secretaria de Comunicação e Eventos, Bruno Loureço.

PsiCanta

O projeto PsiCanta oferece o serviço de preparação psicológica para as crianças, nos bastidores, para aliviar o estresse causado por apresentações em público.

“No projeto nós desenvolvemos uma oficina especial para trabalha a questão do estresse, ansiedade e nervosismo. Essas emoções afloram antes de uma apresentação. Começamos nosso encontro com o alongamento, trabalhando a respiração, colocamos música relaxante, há todo um trabalho de postura corporal. Em seguida fazemos diversas dinâmicas para a respiração diminuir e a criança se acalmar”, disse a psicóloga Michelle Medeiros.

Notícia anteriorOLHEIROS DO ATLÉTICO MINEIRO PARTICIPAM DE PENEIRA EM MAGÉ
Próxima notíciaMAGÉ COMEMORA O DIA DO ASSISTENTE SOCIAL