CEMITÉRIO DE RAIZ: MAIS IMPORTANTE OBRA DE CONTENÇÃO DE ENCOSTAS EM DEZ ANOS

Intervenção de 1.000 metros de reconstrução de talude já está concluída no sexto distrito

A maior obra de contenção de encostas realizada em Magé nos últimos dez anos está concluída. Ela foi feita no Cemitério Municipal de Raiz da Serra, no sexto distrito, e teve como grande destaque a instalação de 1.000 metros de contenção de talude com gabião armado. O talude é a superfície inclinada de um maciço de rocha e o gabião é a estrutura em forma de gaiola metálica de arame ou de aço usada para conter o solo. “É importante que a gente tenha feito essa ação porque o morro estava em risco de desmoronar. Isso seria muito triste e demonstraria o descaso da Prefeitura com os familiares e seus entes queridos que estão enterrados no cemitério”, disse o prefeito de Magé, Renato Cozzolino.

Durante alguns meses, escavadeiras, retroescavadeiras e mini pás carregadeiras realizaram o trabalho na área interna do Cemitério de Raiz da Serra. “A Secretaria (Municipal) de Infraestrutura montou uma grande estrutura de contenção do terreno para reconstruir o que a erosão havia destruído”, revelou o secretário Marcos Pereira. Para o gabião, foram utilizados caixa de meio metro de altura, malha de aço, arame galvanizado e outros polímeros do tipo PVC. Cada nível do talude contou com revestimento de saibro executado manualmente e comprimido. Também foi realizado plantio de sementes de gramíneas e leguminosas de acordo com análise detalhada do solo.

A SMI fez ainda a drenagem do terreno montanhoso, com regularização e raspagem usando um trator. Uma manta geotêxtil em dreno sub-horizontal foi colocada no talude. A obra de contenção de encostas no Cemitério de Raiz da Serra não é a única ação da Prefeitura de Magé na localidade. A região, que sofreu com as fortes chuvas este ano, recebeu uma força-tarefa da administração municipal, com 70 homens da Secretaria de Infraestrutura, para a limpeza, demolição de ruínas, construção de pontes, drenagem e pavimentação. Além disso, o Grêmio Estrela será transformado em uma Vila Olímpica.

Notícia anteriorSECRETARIA DE EDUCAÇÃO E CULTURA DE MAGÉ PARTICIPA DE DEBATE RACIAL NA BIENAL DE SP
Próxima notíciaPONTO DA RECEITA EM MAGÉ ACUMULA MAIS DE 4,6 MIL ATENDIMENTOS EM UM ANO