DISCUSSÕES SOBRE PROTEÇÃO AO CLIMA ATÉ 2030 MARCAM CONFERÊNCIA DO MEIO AMBIENTE

Quatro grupos se dividiram para discutir temas sugeridos pela ONU. Ao todo, 16 propostas foram apresentadas

[responsivevoice_button voice="Brazilian Portuguese Female" buttontext="Ouvir"]

A IV Conferência Municipal do Meio Ambiente aconteceu, nesta quarta-feira (01/12), na Câmara Municipal de Magé, e teve como tema “Magé 2030”, em uma alusão ao prazo fixado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para a solução de problemas climáticos mundiais. Organizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, o evento, que, por conta da pandemia, contou com número reduzido de participantes – 67 ao todo, foi híbrido, com uma plateia presencial e com ouvintes que assistiram pelo Youtube da Prefeitura. Foram quatro palestras durante a manhã e a apresentação de propostas à tarde.

O secretário de Meio Ambiente, Sílvio Furtado, abriu os trabalhos no plenário. Além dele, compuseram a mesa o coordenador da conferência, o educador ambiental Bruno Nascimento, e a diretora de Meio Ambiente, Maria Aparecida Souza de Resende.

Na primeira parte do evento, quatro especialistas conversaram, por videoconferência, com os participantes sobre temas variados. O primeiro deles foi o engenheiro sanitarista e professor Alexandre Pessoa Dias, que falou sobre “O Caminho das Águas e da Promoção de Territórios Sustentáveis e Saudáveis”. Depois, foi a vez de dois assessores da Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade. A assessora-técnica Fernanda Peralta discorreu sobre “Produção, Consumo, Descarte e Mudança de Paradigma”. Em seguida, o chefe de Serviço de Educação Ambiental do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Bruno Waldman, apresentou o Programa Estadual de Educação Ambiental.

Fechando a manhã, Rogério Rocco, do ICMBio, focou na questão urbana no Brasil e listou as funções socioambientais das cidades. Durante a segunda parte do evento, os representantes de cada um dos quatro grupos que discutiram as questões levantadas pela ONU apresentaram suas propostas para Magé. O primeiro grupo trouxe quatro propostas para o tema Água Potável e Saneamento. O segundo, Cidades e Comunidades Sustentáveis, apresentou cinco propostas. O terceiro, Ações contra a Mudança Global do Clima, e o quarto, Vida Terrestre, decidiram por três e quatro propostas, respectivamente. Elas serão discutidas e agrupadas em um documento que a SMMA ainda vai preparar.

A IV Conferência terminou com a inserção de novos conselheiros de Meio Ambiente no município. Também participaram da abertura na Câmara Municipal os secretários de Comunicação e Eventos, Bruno Lourenço, e de Proteção e Defesa Civil, José Amaral.

(Fotos: Gilson Jr.)

Notícia anteriorEDUCAÇÃO DE MAGÉ: PERÍODO DE MATRÍCULAS 2022 COMEÇA NESTE SÁBADO (4)
Próxima notíciaPOSTOS DO SINE EM MAGÉ CADASTRAM PARA VAGAS DE EMPREGO