MAGÉ CADASTRA PROPRIEDADES RURAIS PARA REALIZAR RECEPTIVO TURÍSTICO

Iniciativa tem o objetivo de desenvolver turismo rural na cidade

Com um grande potencial para o turismo rural, a Prefeitura de Magé está cadastrando propriedades que possuem potencial para receber turistas e desenvolver o segmento na cidade. A parceria entre a Subsecretaria de Turismo e as Secretarias de Agricultura Sustentável e de Trabalho, está realizando o cadastro de locais que podem oferecer atividades rurais como campings, passeio por trilhas e até mesmo a participação em processos de ordenha e colheita nos distritos do Rio do Ouro e Santo Aleixo.

“Magé integra o Roteiro Rio+1, que promove municípios que estão há uma hora da capital do estado. Esse curto tempo de viagem facilita a promoção de novos roteiros, como o Roteiro de Turismo Rural de Magé. O levantamento dessas propriedades tem como objetivo consolidar os 2º e 3º distritos de Magé como destinos rurais do estado. Após o cadastro, vamos fazer uma visita técnica nesses locais”, explica a diretora de Turismo, Taiane Paniçollo, destacando ainda que o turismo rural está entrelaçado a outros segmentos como o turismo gastronômico, ecoturismo e turismo de aventura.

A Subsecretaria de Turismo incentivou também que os proprietários se formalizem na plataforma CADASTUR, ferramenta do Ministério do Turismo para regularizar empreendimentos que trabalham direta e indiretamente com o setor turístico. Já a Secretaria de Agricultura Sustentável atuou no apoio para listar as propriedades rurais do município.

“É muito importante levarmos aos agricultores a informação de que eles podem utilizar sua atividade rural como forma turística. É uma nova forma dos agricultores e pecuaristas explorarem seus produtos e suas propriedades, gerando assim uma nova fonte de renda. Beneficia tanto os agricultores como os munícipes”, enfatiza Luiz Gustavo Ramos, secretário de Agricultura Sustentável.

A secretaria de Trabalho, Emprego, Indústria, Comércio e Geração de Renda está auxiliando no direcionamento dos agricultores. “A formalização das propriedades é de extrema importância para que esses produtores possam fazer parte do circuito rural. Percebemos que muitos agricultores não possuíam as instruções de como se formalizar, de como se inscrever no MEI ou o CNPJ, que são requisitos básicos para fazer parte do CADASTUR, então estamos trabalhando junto com o Turismo e a Agricultura para formalizar isso”, destaca a diretora de Políticas Públicas, Taís Marvila.

O cadastramento das propriedades com potenciais para receber turistas pode ser feito através do e-mail turismo@mage.rj.gov.br ou presencialmente, de segunda a sexta-feira das 9h às 17h, na Subsecretaria de Turismo, localizada no Ginásio Poliesportivo Ver. Dejair Corrêa, na Rua C, 361 – Parque Alegria; ou no CEPAM, com endereço na Estrada Municipal Antônio Além Bergara, Lote 31 INCRA – Cachoeira Grande.

Notícia anteriorÉ DE MAGÉ! FUNCIONÁRIA DA HABITAÇÃO GANHA PRÊMIO ARQUITETA DO ANO
Próxima notíciaCIEP 260 EM MAGÉ SERÁ INTERCULTURAL BRASIL-CHILE