RJ ALIMENTA: 500 REFEIÇÕES ENTREGUES NO LANÇAMENTO EM MAGÉ

Suruí recebe projeto da parceria do Município com Estado: 1.500 refeições gratuitas serão servidas diariamente até agosto

Começou nesta sexta (23) o Programa RJ Alimenta em Suruí. O projeto veio em boa hora para a dona Jucíria Mendes, de 55 anos:

– Achei uma benção, porque a gente tá precisando. Lá em casa somos nove pessoas, são cinco crianças. A gente tá passando uma epidemia que tá deixando muita gente até sem nada dentro de casa pra comer, e isso foi a melhor coisa que podia acontecer. Foi tudo de bom! –  disse a dona de casa. Também ajudou a Andreia Silva, de 36 anos, que é mãe de sete filhos. “Maravilhoso! Pudia ficar mais do que quatro meses, porque um projeto desse ajuda muito, não só a minha mas muitas famílias aqui no bairro de Suruí. Pode ver que tá lotado”. 

O projeto estadual se instalou no quarto distrito de Magé e a partir desta sexta (23) vai distribuir 1.500 refeições por dia entre café da manhã, almoço e jantar, até agosto.

“Eu me sinto abençoado de estar prefeito e agradeço à Deus por ter a oportunidade de trazer esse projeto pra Suruí, muito trabalho num espaço curto de tempo. Agradecer a primeira-dama que encabeçou a vinda desse projeto desde o primeiro mês do nosso governo. Quero agradecer ao governador Cláudio Castro e ao secretário estadual [de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos] Bruno Dauaire e que tem sempre atendido Magé com muito carinho e garantir esse direito básico de alimentação à nossa população que tem sido afetada fortemente pela pandemia. É fazer o bem sem olhar à quem”, afirmou o prefeito Renato Cozzolino, reforçado pela vice-prefeita Jamille Cozzolino, “esse distrito foi esquecido por muitos anos e trabalhamos muito para trazer esse projeto e contemplar Suruí que tem um dos IDHs mais baixos do estado, é uma conquista e tanto”.

O Programa RJ Alimenta é uma ação emergencial do Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSDH) com o objetivo de prestar assistência alimentar às pessoas que estão em situação de insegurança alimentar durante a pandemia da Covid-19. Instalado no Complexo da Água Doce, o projeto atende diariamente às 7h30 da manhã com o dejejum, o almoço ao meio-dia e a sopa às 17h. “Nós vimos a importância de trazer esse projeto pra cá porque nós sabemos que a pandemia trouxe um grande agravo na situação socioeconômica das pessoas. Hoje tem aqui com o projeto, essa comida de qualidade nutricional, pra trazer um pouco mais de dignidade, um alimento saudável que possa garantir a segurança alimentar dessas pessoas, analisa a secretária municipal de Assistência Social e Direitos Humano, Flávia Gomes. 

Empenho para trazer o projeto para Magé

A Prefeitura de Magé montou toda a estrutura para receber os cidadãos, que desejarem, terem condições de fazer a refeição no local, assim como para as instalações da estação de trabalho para os executores do RJ Alimenta. 

“Esse projeto está chegando à Magé por um empenho muito pessoal do prefeito Renato Cozzolino que desde o início da gestão do nosso secretário Bruno Dauaire, está buscando para que a gente traga os projetos da Secretaria Estadual de Assistência pra cá. E o prefeito nos sinalizou da necessidade dessa comunidade e que era fundamental trazer e estaria realmente atendendo as pessoas que mais precisam”, detalhou a Superintendente de Segurança Alimentar e Nutricional da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Luiza Trabuco.

O pintor Joel Galdinho de 63 anos e que mora há 55 em Suruí, aprovou a iniciativa. “O que eles podem fazer para melhorar e evoluir a cidade eles fazem. Esse projeto é 100%, ótimo! Eu moro sozinho, pra mim tá sendo uma maravilha e para as outras pessoas também, que tem filhos, que não tem condições. Porque tem pessoas aqui em Suruí que são muito carentes, às vezes precisam de um real pra comprar pão. Eu quando pudia trabalhar, ajudei muitas pessoas. A gente tem que fazer o bem sem olhar à quem”, finaliza.

Notícia anteriorPREFEITURA INTERDITA PRÉDIO NO CENTRO DE MAGÉ
Próxima notíciaVEJA COMO SERÁ A VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE PARA TRABALHADORES DA SAÚDE A PARTIR DESTA SEGUNDA (26)