RUAS DO FRAGOSO RECEBERÃO ASFALTO E DRENAGEM NAS PRÓXIMAS SEMANAS

Secretaria Municipal de Infraestrutura começa os trabalhos pela Rua Francisca Gomes

O prefeito Renato Cozzolino esteve na Rua Francisca Gomes e verificou de perto o início das obras para o manilhamente de 517 metros da rua, a colocação de meio-fio e a substituição dos paralelepípedos por asfalto (FOTO: Lucas Santos)

Os problemas com as enchentes em Fragoso estão com os dias contados. A Prefeitura de Magé começou, nesta terça-feira (27/07), um conjunto de intervenções em seis ruas do bairro. As obras, de acordo com o prefeito Renato Cozzolino, incluem nova rede de drenagem de esgoto – com manilhas de 400 e de 600mm -, retirada de paralelepípedos para a chegada do asfalto, instalação de novos meios-fios e recuperação do passeio público. “Tenho muito orgulho de estar realizando essa obra porque foi o meu avô quem pavimentou e colocou manilhas nesta região. Agora, quase 40 anos depois, chegou a minha vez de melhorar a qualidade de vida dos moradores daqui”, disse Renato.

As primeiras intervenções estão sendo realizadas nos 517 metros da Rua Francisca Gomes. Funcionários da Secretaria Municipal de Infraestrutura chegaram cedo e colocaram as máquinas para trabalhar. “Nós estamos entregando uma solução de Engenharia para o bairro que visa combater os alagamentos de décadas que tanta dor de cabeça provocaram nos moradores do Fragoso”, afirmou o secretário Marcos Pereira. Na Francisca Gomes, a Prefeitura pretende despejar 200 toneladas de asfalto. Pereira listou as demais ruas que serão reurbanizadas: Sandro Gomes, Maria de Fátima Vidal, Sargento Medeiros, Rua I e Rafael da Costa.

Enquanto a obra estava sendo executada, duas mulheres chamaram a atenção de quem passava. A costureira Ledi da Silva Leite, 70 anos, que mora há mais de quatro décadas no bairro, não tirou os olhos da movimentação. “Vejo com gratidão essa obra, pois já sofremos muito com as chuvas. Aqui em casa, não chegou a entrar água, mas já teve vizinho que precisou abandonar sua casa porque ela foi interditada”, comentou. Outra mulher atenta ao trabalho da Infraestrutura foi a operadora de trator Janete Mattos, 39, a única a lidar com esse veículo na Prefeitura. “Não tem obra difícil. Estamos aqui para fazer o melhor que pudermos, com o cuidado próprio que só a mulher tem”, avaliou.

Notícia anteriorARTE NA PRAÇA CELEBRA FESTA DE SANT’ANNA
Próxima notíciaMAGÉ INAUGURA O 1° PONTO VIRTUAL DA RECEITA FEDERAL DO RIO