MAGÉ NO COMBATE À EVASÃO ESCOLAR

Prefeitura faz busca ativa na casa de alunos com baixa frequência

A evasão escolar é um problema bastante conhecido no cenário educacional brasileiro e a pandemia da Covid-19 facilitou o aumento de alunos fora das salas de aula. Combater a evasão em tempo de Coronavírus é extremamente essencial e a Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Magé (SMEC) tem criado estratégias para diminuir os efeitos negativos no ensino municipal.

“Hoje nós temos uma responsabilidade muito grande que é o acesso e a permanência da criança na escola. A pandemia trouxe para nós sérios complicadores, porque hoje a frequência do aluno não está atrelada a presença física, porque às vezes ele não está na escola, mas é um aluno frequente pois está no estudo remoto. Com o ensino remoto, precisamos entender que a produção é que vai definir essa frequência. Então a escola está atenta e está indo em busca desse aluno que hoje não está frequentando fisicamente a escola, mas que está em casa”, explica a secretária de Educação e Cultura, Sandra Ramaldo.

Magé conta com o Programa de Combate à Evasão Escolar e montou uma força-tarefa para visitar as casas desses alunos.

“Por conta da pandemia, criamos uma integração com uma equipe de supervisores da SMEC, onde eles visitam as escolas e fazem o acompanhamento semanal, verificando quais alunos estão com baixa frequência e seguindo todo o cronograma do Programa de Combate à Evasão Escolar. Essa equipe junto da escola dá encaminhamento a esse aluno que não está tendo a frequência e a partir daí é feita a visita domiciliar em parceria com o conselho escolar”, detalha a diretora do Departamento de Ensino, Maria Rita Luzório.

Segundo a diretora, o objetivo da SMEC é trazer o aluno de fato para a escola. “Muitas vezes o conselho escolar sabe o que está acontecendo com os alunos da comunidade e nos auxiliam nessa visita. Nós estamos intensificando esse trabalho, porque agora as escolas vão informar essa frequência para que a gente faça o monitoramento e intensifique essa busca ativa. O nosso principal objetivo é trazer a criança de fato para a escola”, finaliza.

Fotos: divulgação SMEC

Notícia anteriorVACINAÇÃO DE ADOLESCENTES COMEÇA NA SEGUNDA (30)
Próxima notíciaMAGÉ REALIZA AÇÃO DE SAÚDE VOLTADA PARA OS AGRICULTORES