‘PRIORIDADE É ORGANIZAR A SAÚDE’, DESTACA PREFEITO

Foto: Álvaro Carvalho
Desde o primeiro dia da nova gestão, o prefeito Renato Cozzolino e o secretário de Saúde Caio Souza estão visitando as unidades de emergência e urgência de Magé, e comprovaram o descaso com saúde pública da cidade. Instalações precárias, sem equipamentos básicos, falta de medicamentos e profissionais de saúde.
“É muito triste ver como a saúde do nosso município está. Desde o dia 1º estamos nas unidades para entender a necessidade de cada uma e comprovamos o descaso com a saúde do nosso povo. Já iniciamos uma força-tarefa para resolvermos todos esses problemas o mais rápido possível, mas só temos três dias úteis de gestão. Os mageenses podem ficar tranquilos que a nossa cidade vai voltar a dar certo”, ressaltou o prefeito Renato Cozzolino.
Outro problema grave é a falta de profissionais de saúde que abandonaram o trabalho pela falta do pagamento do décimo terceiro, o atraso do salário de novembro, falta de recursos básicos e a incerteza do futuro.
“É revoltante. Uma das prioridades da minha gestão é fazer esse hospital funcionar”, garantiu o prefeito após encontrar no Hospital de Magé, um centro cirúrgico totalmente abandonado que virou depósito e um prédio cheio de infiltrações, mofo e rachaduras nas paredes. Além disso, em plena pandemia da Covid-19, a unidade não tinha álcool em gel nos repositórios, macas e cadeiras estão inutilizadas e com diversos setores sem luz. A rouparia hospitalar estava secando ao ar livre no telhado, no lado de fora do hospital e em corredores por onde passam diversas pessoas, sem esterilização.
“Infelizmente, há muito o que organizar na Saúde, que é uma de nossas prioridades. Nós encontramos todos esses problemas, mas estamos fazendo um planejamento para ações imediatas a fim de que a população não fique desassistida”, finalizou o prefeito.
Notícia anteriorMATRÍCULA 2021 – NOTA DE ESCLARECIMENTO
Próxima notíciaNOVO CALENDÁRIO DE MATRÍCULAS DA REDE MUNICIPAL DE MAGÉ SERÁ DIVULGADO NA 2ª QUINZENA DE JANEIRO