ALUNO DO POLO CEDERJ MAGÉ PARTICIPA DE PAINEL NA COP 27, NO EGITO

Diretor do Sindipetro RJ, Rodrigo Yamim Esteves falou sobre transição energética socialmente justa

Os olhos do mundo estão voltados, neste momento, para a 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, a COP 27, no Egito. E tem aluno do polo Cederj Magé fazendo bonito no continente africano. Diretor do Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro (Sindipetro RJ), Rodrigo Yamim Esteves discursou, durante o evento “Transição Energética Justa no Brasil – Caminhos para o Setor de Petróleo e Gás”, sobre oito princípios contidos em uma cartilha confeccionada para tratar do assunto. Esteves estuda Administração no polo Cederj Magé, curso oferecido em parceria com a Universidade Federal Rural (UFRRJ).

No balneário de Sharm el-Sheikh, ele apresentou o estudo resultado de uma parceria entre as universidades de São Paulo (USP) e do Rio de Janeiro (UFRJ), o projeto de participação social Luppa Rio e trabalhadores da Petrobras que fazem parte do Sindipetro RJ. Entre os princípios da cartilha, o mais importante, de acordo com o graduando do Cederj, é o que define a Petrobras como a protagonista da transição energética no Brasil. “É essencial que a Petrobras utilize a renda petrolífera para desenvolver energias renováveis no país de maneira democrática e a serviço do povo brasileiro e do seu desenvovimento”, disse.

Durante o evento no Brazil Climate Action Hub, diversos painéis foram apresentados para debater como fazer uma transição energética socialmente justa, participativa, inclusiva, responsável e universal. Esteves participou do segundo painel da última quarta-feira (16/11). Além do aluno do polo Cederj Magé, o evento “Transição Energética Justa no Brasil” também contou com falas do senador Jean Paul Prattes e do deputado federal Pedro Campos e de representantes da Federação Única dos Petroleiros (FUP) e do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Notícia anteriorMAGÉ FUTSAL É DESTAQUE NAS CATEGORIAS DE BASE
Próxima notíciaMAGÉ CELEBRA DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA