SECRETÁRIOS ENCONTRAM PROFESSORES PARA CONVERSAR SOBRE PARCERIA COM O CEFET

A intenção é assinar um Termo de Cooperação Técnica para a implantação de cursos na cidade

Os secretários municipais de Meio Ambiente, Sílvio Furtado, e de Educação e Cultura, Sandra Ramaldo, encontraram-se, na última quinta-feira (18/11), com professores do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet-RJ), para uma conversa sobre a implantação de cursos da instituição em Magé. A ideia do encontro foi discutir a assinatura de um Termo de Cooperação para trazer para o município um curso técnico de Energias Renováveis e alguns outros cursos profissionalizantes, como o de Criação de Biodigestor, de Refrigeração e de Energias Solar Fotovoltaica e Térmica e Eólica. “Magé será um exemplo em políticas sustentáveis, além de fomentar energias renováveis”, declarou o secretário Furtado.

O encontro aconteceu na sede da SMMA, em Santa Dalila,no segundo distrito. Participaram da conversa os professores Luiz Eduardo Pizarro Borges, especialista em Catálise, Engenharia de Processos, Energia Alternativa, Reciclagem Química, Química Verde, Biocombustíveis e Hidrogênio e também professor do Instituto Militar de Engenharia, o IME; Paulo Rosa; e Sebastião Fábio Quintiliano. Eles disseram que o intuito da vinda à cidade foi aproximar as instituições para elaborar o Termo de Cooperação visando à implantação dos cursos e ao reforço de políticas ambientais a partir de conceitos modernos de sustentabilidade.

Quem também participou do encontro foi o comandante da Guarda Municipal Ambiental, William Ferreira. Ele comentou que a ideia para a implantação desses cursos originou-se em uma demanda ambiental importante para a cidade. “Um dos principais problemas de Magé é a falta de saneamento básico. Apenas 3% do município estão saneados. Com isso, nós, aqui na Secretaria, estamos muito interessados em desenvolver ecofossas e biodigestores, para fazer com que a água dos esgotos não polua nossas cachoeiras e rios”, disse. As conversas com o Cefet-RJ continuam nas próximas semanas. O curso técnico de Energias Renováveis, caso seja implantado, terá duração de dois anos.

Notícia anteriorMAGÉ COMEMORA DIA NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO
Próxima notíciaCANTA MAGÉ: MAIS CINCO CANTORES SE CLASSIFICAM PARA A SEMIFINAL