VITÓRIA RÉGIA É A PRIMEIRA RUA ASFALTADA PELO NOVO GOVERNO EM SURUÍ

Prefeito Renato Cozzolino esteve no local e destacou outras frentes de trabalho no distrito

A rua vem sendo preparada desde março para a chiegada do asfalto. Técnicos da Prefeitura identificaram problemas no projeto original executado pela gestão anterior, tais como manilhas pequenas para o escoamento e falta de ralos e da rede de esgoto (FOTO: Lucas Santos)
[responsivevoice_button voice="Brazilian Portuguese Female" buttontext="Ouvir"]

A Rua Vitória Régia recebeu, nesta terça-feira (27/07), a primeira camada de asfalto que deverá cobrir os seus 600 metros de extensão. Ao todo, 250 toneladas serão despejadas na via. Para dar o pontapé inicial na obra, o prefeito Renato Cozzolino foi ao local, conversou com moradores e conferiu o trabalho executado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura. “Essa é a primeira de muitas ruas que serão pavimentadas aqui em Suruí. Vamos também pavimentar a Rua das Flores e diversas ruas do Barro Vermelho. Além disso, realizamos o desassoreamento do valão do Partido, dando dignidade aos moradores do quarto distrito. Vem muito mais por aí”, declarou Renato.

Para o secretário Municipal de Infraestrutura, Marcos Pereira, a qualidade técnica da obra na Rua Vitória Régia é “indiscutível”. “Foram meses de dedicação e de cumprimento de normas técnicas para que a gente entregasse à população uma obra que vai durar por muitos e muitos anos”, assegurou. É o que espera o aposentado José Carlos da Silva, 62 anos. Natural de Viçosa, em Minas Gerais, ele está em Magé há 58 anos e mora em Suruí há duas décadas. “Comprei o meu terreno aqui há 28 anos, mas, no começo, fiquei em dúvida se vinha morar nele ou não. Mal sabia eu que, anos depois, ele seria valorizado com essa obra que vai trazer o asfalto até a minha porta”, comemorou.

A Rua Vitória Régia está sendo preparada para o asfalto há bastante tempo. No último dia 9 de março, uma força-tarefa da Secretaria de Infraestrutura chegou à região a mando do prefeito Renato Cozzolino para corrigir os problemas identificados no projeto realizado pela antiga gestão, tais como manilhas muito pequenas para o escoamento e falta de caixas de ralo e de esgoto. “Aqui, antes, foi feita uma obra eleitoreira e precoce. Agora, vamos consertar o que a gestão anterior fez e preparar a rua para as mudanças”, afirmou Renato na época.

Notícia anteriorPROCESSO SELETIVO CRIANÇA FELIZ: CONFIRA O RESULTADO DOS PEDIDOS DE RECURSO
Próxima notíciaMAGÉ SE MOBILIZA NO DIA MUNDIAL DE COMBATE ÀS HEPATITES VIRAIS