CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA É EMPOSSADO

Conad é formado por representantes dos servidores, Executivo e Legislativo

O Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Magé (IPMM) empossou, na última quinta-feira (19-08), o Conselho de Administração (Conad) do órgão, formado por representantes dos funcionários públicos (ativos e inativos) e dos Poderes Executivo e Legislativo municipais. A cerimônia, realizada na sede do Instituto, foi prestigiada pelo prefeito Renato Cozzolino.

De acordo com o secretário municipal de Administração, Jocelino Cabral, este é um momento histórico para os servidores de Magé.

“Este é o primeiro Conselho que está sendo empossado, o que mostra a importância que o atual governo está dando às causas dos servidores”, disse o secretário ressaltando ainda que o Conselho tem atribuições fundamentais para o fortalecimento do Instituto de Previdência.

Os representantes dos servidores (ativos e aposentados) no Conad foram eleitos em junho, em eleição presencial na sede do IPPM. Já os representantes do Executivo e do Legislativo foram indicados pelos Poderes.

Os empossados foram os seguintes: Aline Domingues Soares e Rita de Cassia Rodrigues (representantes dos servidores ativos e aposentados, respectivamente), Priscila dos Santos e Tanise de Aguiar Leal (representantes do Executivo) e João Batista Paula de Lira (representante do Legislativo).

Novo IPMM – Através da Lei 2.579/21 do Poder Executivo, aprovada pela Câmara de Vereadores e sancionada pelo prefeito Renato Cozzolino em abril, foi definida a nova estrutura organizacional básica e quadro de pessoal comissionado do IPMM.

O município conseguiu reduzir, com a organização e implantação atual do Instituto, em cerca de 80% o número de cargos e despesas, ou seja, passando de 41 para seis cargos e de um custo mensal de R$ 87 mil para apenas R$ 18 mil.

Na estrutura atual determinada pela Lei, o IPMM tem apenas um presidente, um assessor jurídico, um controlador interno e três assistentes de diretoria, nomeados pelo Executivo municipal. O quadro antigo (sugerido por governos passados) estabelecia entre outros cargos, por exemplo, o de encarregado de serviço com 14 vagas, além de chefe de departamento, chefe de serviço e chefe de expediente (com sete vagas cada um).

Fotos: Phelipe Santos

O

 

 

 

Notícia anteriorPREFEITURA PRORROGA PRAZO PARA MATRÍCULAS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
Próxima notíciaCHAMADA EXTRA: EDUCAÇÃO CONVOCA ESTIMULADORES